Negociação extrajudicial de inadimplência

Qual a melhor maneira de lidar com clientes inadimplentes e como fazer cobranças da maneira devida.


A inadimplência é um risco para os negócios, podendo dificultar o fluxo de caixa e até gerar problemas mais graves, fazendo com que a sua organização também contraia dívidas. Portanto, mesmo diante da crise, compromissos firmados devem ser honrados. Diante desse problema, surge um questionamento: como fazer cobranças da maneira devida?

Muitas vezes a primeira ideia da empresa é ingressar com um processo na justiça. Porém devemos alertar que essa não é a hipótese mais indicada. A estratégia mais eficiente para a acabar com o problema envolvendo devedores é, sem dúvida, a negociação extrajudicial.

Veja porque no quadro abaixo.


Negociação extrajudicial x Processo judicial: qual a melhor forma de lidar com a inadimplência?

Negociação x Processo

Dentre os motivos que qualificam a negociação extrajudicial como a melhor solução para a inadimplência em comparação com um processo judicial destacamos:

Menor burocracia e redução de custos

Ingressar com um processo na justiça envolve uma enorme burocracia, são muitos documentos, procedimentos diferentes e muita energia desprendida , o que pode gerar um desgaste tão grande quanto a própria dívida. Visto que, na negociação extrajudicial ocorre uma diminuição na quantidade de processos necessários em comparação com o necessário nas ações judiciais, faz-se clara a constatação de que as partes serão poupadas dos custos inerentes a tais atos.

Maior Agilidade

Processos tendem a demorar muito tempo na justiça, pois, em geral, possuem até sete fases, da petição inicial à prática da sentença, além de poder durar muito mais do que o tempo esperado pelo cliente ao, por exemplo, ter de se ajuizar o Agravo de Instrumento no Tribunal de Justiça ou um recurso de apelação, entre outros acontecimentos possíveis. Sendo assim, optar por uma negociação extra judicial, mas que ainda ofereça todos os respaldos legais, é a maneira mais rápida de resolver a situação.

Abordagem mais convidativa e adequada para o momento

Em um momento tão delicado, no qual todos estão passando por possíveis dificuldades financeiras, abordar o inadimplente com um processo judicial é uma postura que pode parecer insensível, fazendo com que o devedor se desinteresse pela solução proposta.

Manutenção da boa relação com o cliente

Independente do cliente ter contraído dívidas com a sua empresa você não deve se esquecer de prezar pela manutenção de uma boa relação entre vocês. Optar por um processo judicial, fará com que a relação seja rompida e ele se torne um possível detrator. Isso qualifica a negociação extra judicial como a melhor forma de lidar com a inadimplência.


Saiba os motivos que justificam a importância da presença de um consultor jurídico na negociação.

Pontos importantes:

Para se ter uma negociação extrajudicial bem sucedida alguns pontos importantes devem ser observados, para que assim, o objetivo da empresa seja alcançado. Entre eles destacamos:


Documentar o acordo

É de extrema importância que o acordo proveniente da negociação de inadimplência seja documentado da maneira devida para que se tenham recursos que garantam que os interesses das partes sejam resguardados e a empresa possa se proteger de alegações de falsas propostas. É fundamental que o acordo seja bem elaborado e possua todas as informações detalhadas


Análise do perfil do cliente que se está lidando

O mapeamento com a análise do perfil do cliente ou dos clientes que a empresa está lidando é algo essencial em qualquer espécie de negociação, não seria diferente em uma negociação extrajudicial de inadimplência. Para cada perfil de cliente existe uma estratégia mais indicada, a qual fará com que a negociação seja assertiva e a situação se resolva da maneira mais ágil possível.


Acompanhamento por parte de um consultor jurídico

A presença de um consultor jurídico como representante da empresa neste momento é muito importante, pois ele terá o conhecimento necessário para guiar a negociação de forma que contemple os interesses da organização e que esteja de acordo com os parâmetros legais. As cobranças de dívidas devem seguir determinadas diretrizes estabelecidas pelo Código de Defesa do Consumidor, pois caso o contrário, a empresa poderá ser acusada de abuso de direito, o que pode gerar outros problemas.


Representação por um terceiro

O consultor jurídico irá funcionar como um “terceiro”, alguém externo a situação que, claro, irá atuar para defender os seus interesses, mas não deixa de ser um observador que, por não estar diretamente envolvido na situação poderá traçar estratégias mais assertivas, devido à sua visão “panorâmica” e mais racional.


Análise contratual

Caso a inadimplência seja em virtude do não cumprimento de um contrato firmado entre as partes, é muito importante a visão de um consultor jurídico, que deverá fazer uma análise do documento, avaliando os aspectos legais, para, a partir disso, poder elaborar um plano de negociação. Porém se a sua empresa possui clientes inadimplentes, mas inexiste um contrato formal firmado entre vocês, é preciso que isto seja revisto. O contrato de prestação de serviço é a comprovação legal do vínculo firmado entre você e o seu cliente, é a sua maneira de recorrer caso ele seja inadimplente ou caso ocorra uma fraude, por exemplo.


Se interessou pelo serviço? Gostaria de tirar alguma dúvida?

OUTROS CONTEÚDOS PARA VOCÊ